NOISEATWOR como EPC (Proteção Coletiva):

Como pode ser visto nos vídeos, principalmente o da versão B e D, o controle com o software pode ser por tempo de exposição. Onde é fácil inserir uma tarefa e obter a exposição para q=3 ou q=5, dentre alterações nos parâmetros normativos em função de regulamentações ou país: tendendo para o que recomenda o legislador:

 "As medidas administrativas e de controle devidamente registradas promoverão a chancela e a confirmação dos programas de controle aplicados na empresa respeitando as exigências do Legislador a época, conforme as referências da IN 20, 27, 45 do INSS, anteriores e atuais, e, das NR (Normas Regulamentadoras) do MTE. Portanto, as estratégias aplicadas na presente visam atender o estado da técnica dos processos de medição ambiental para quantificação dos agentes de risco e a eficiência das medidas de controle aplicadas pela empresa na neutralização do agente de risco. Neste contexto, a presente também atende as premissas do programa e-social em processo de implementação pelo Governo Federal."

"D.1) Do EPI/EPC: IN 27 (INSS) Art. 179 revogada pela IN45 e Atualizada pela IN INSS nº 64, de 31.01.2013:

§ 5º Será considerada a adoção de Equipamento de Proteção Coletiva-EPC, que elimine ou neutralize a nocividade, desde que asseguradas as condições de funcionamento do EPC ao longo do tempo, conforme especificação técnica do fabricante e respectivo plano de manutenção, estando essas devidamente registradas pela empresa.

§ 6º Somente será considerada a adoção de Equipamento de Proteção Individual- EPI, em demonstrações ambientais emitidas a partir de 3 de dezembro de 1998, e desde que comprovadamente elimine ou neutralize a nocividade e desde que respeitado o disposto na NR-06 do MTE e assegurada e devidamente registrada pela empresa, no PPP, a observância:

I - da hierarquia estabelecida no item 9.3.5.4 da NR-09 do MTE (medidas de proteção coletiva, medidas de caráter administrativo ou de organização do trabalho e utilização de EPI, nesta ordem, admitindo-se a utilização de EPI somente em situações de inviabilidade técnica, insuficiência ou interinidade à implementação do EPC ou, ainda, em caráter complementar ou emergencial);

II - das condições de funcionamento e do uso ininterrupto do EPI ao longo do tempo, conforme especificação técnica do fabricante, ajustada às condições de campo;

III - do prazo de validade, conforme Certificado de Aprovação do MTE;

IV - da periodicidade de troca definida pelos programas ambientais, comprovada mediante recibo assinado pelo usuário em época própria.

Nota: além de compor o PCA da empresa é uma nova tendência para com os demonstrativos ambientais ocupacionais facilitando a visualização e gestão dos riscos ambientais.



 
"Não podemos mudar o mundo, mas podemos mudar o mundo de alguns que estão perto da gente através da prática do conhecimento convencendo mentes e corações" de RDR  
  Site Map